Full width home advertisement

Saúde

Biologia

Medicina

Post Page Advertisement [Top]

biologia

Sapinho na Boca - Como Cuidar Desses Indesejáveis Fungos?

"A candidíase oral, popularmente conhecida como “sapinho”, é causada pela Candida albicans" 

 

Dor e vermelhidão da boca, acompanhada ou não de manchas brancas ou placas na mucosa da língua e bochecha, podem ser sinal de que o paciente está com aquela infecção fúngica tão popularmente conhecida como “sapinho”. O sapinho, ou monilíase, é causado pelo fungo Candida albicans e, em geral, ocorre em crianças com menos de seis meses, sendo menos comum nas mais velhas. Em adultos, pode indicar desde uma queda na imunidade a alguma doença relacionada à deficiência imunológica. Nestes casos, aparecem  como bolinhas avermelhadas ou placas brancas que comumente não incomodam, mas podem causar dor, ardor e irritação.

A aparência é bem peculiar: o sapinho se manifesta em pontos brancos, escamosos, que podem cobrir toda a língua ou parte dela e também as gengivas e a parte interna das bochechas. A retirada desses pontos não é simples, já que quando eles são arranhados formam uma área vermelha e inflamada que pode sangrar. Em geral, ele não provoca grandes complicações, mas a dor causada pode prejudicar a alimentação dos bebês. Em adultos, se o sapinho for acompanhado de febre, tosse ou problemas do estômago, pode significar que o sistema imunológico está comprometido. 

 

De maneira geral, o que acontece é que o organismo humano convive com uma grande quantidade de fungos e bactérias que, habitualmente, não nos causam qualquer prejuízo à saúde. A Candida albicans é um fungo que está normalmente presente na pele e nas membranas mucosas, como a vagina, boca ou reto e pode passar através da corrente sanguínea e afetar a garganta, intestinos e válvulas cardíacas. O estresse do dia a dia e a baixa resistência propiciam que esses microorganismos se multipliquem e, nestas situações, apareça o problema. No caso específico do sapinho, a Candida albicans se reproduz bem em áreas úmidas do corpo, como a boca e a vagina.


FORMAS DE TRATAMENTO


A nistatina, um antifúngico líquido, é um dos medicamentos mais usados para combater o sapinho. Nos bebês, ele pode ser usado até quatro vezes ao dia, colocando um pouco sobre os pontos ou injetando o líquido na boca com a ajuda de um conta-gotas ou uma pequena seringa. Em crianças maiores, a nistatina não deve ser usada em tratamento longo por causa do seu alto teor de açúcar.

Outro medicamento bastante usado e também muito conhecido da maioria das pessoas é a violeta de genciana  em uma solução de 1% - aquela tintura de forte cor roxa, que mancha facilmente as roupas. Ela também pode ajudar a eliminar o sapinho. Outra receita bastante usada é dissolver uma colher de café de bicarbonato de sódio, que se compra facilmente em qualquer farmácia, em 250 ml de água e aplicar com um pequenino chumaço de algodão na boca do bebê.
É importante, no caso de bebês, procurar um pediatra. Só ele é quem vai indicar os medicamentos apropriados para cada caso. O tratamento é simples, mas, excepcionalmente, pode ser demorado. Não se deve raspar, coçar ou arranhar a área infectada, o que piora o problema. Fonte: https://www.isaude.com.br


Nenhum comentário:

Bottom Ad [Post Page]

| Design por Alex Johnny Prado - Adster