Full width home advertisement

Curiosidades

Saúde

Psicologia

Post Page Advertisement [Top]

psicologia

Aprenda a Dizer Não Sem Sentir-se Culpado

"Uma das maneiras pelas quais muitos de nós costumamos nos meter em encrencas é o fato de nos comprometermos com coisas demais; deixar de dizer não"
 
Dizemos “claro, vou fazer isso,” ou “tudo bem, vou tomar conta disso”, quando bem no fundo sabemos que realmente não queremos fazê-lo ou que já temos coisas demais para fazer.

O problema em relação a dizer sempre sim é duplo. Em primeiro lugar, o resultado final é quase sempre sentir-se sobrecarregado, estressado e cansado. Simplesmente existe um ponto em que basta, um ponto de retorno diminuído em que nossa atitude, nosso espírito e até mesmo nossa produtividade começam a sofrer. Nosso trabalho sofre, assim como nossa vida pessoal e familiar.

Dizendo sim inúmeras vezes, começamos a nos sentir vitimados e ressentidos por termos tanta coisa a fazer. Como tendemos a nos sentir culpados quando dizemos não, muitas vezes é difícil ver que fomos nós que nos metemos nessa confusão ao deixarmos de dizer não com mais frequência.
 
O segundo maior problema em deixar de dizer não quando apropriado é que você acaba manifestando uma atitude ligeiramente insincera. Em outras palavras, você está fazendo coisas que realmente não queria estar fazendo ou que não deveria estar fazendo – mas está agindo como se tudo estivesse bem.

Por exemplo, você vai concordar em executar uma tarefa ou trocar turnos com um colega dizendo “oh, tudo bem”, quando o que realmente precisa é de um dia de folga.

Então, como você não conseguiu o descanso necessário, sente-se vitimado pela sua agenda sobrecarregada ou zangado quando tantas pessoas pedem favores a você! Mais uma vez, você desempenhou um papel-chave na criação do seu próprio estresse, mas acredita que o estresse é causado por forças externas, ou que é inevitável.

Dizer não sem culpa não é egoísmo – é uma necessidade protetora. Se alguém disser a você “posso ter o ar com que você respira?”, provavelmente vai questionar sua sanidade e você certamente não sentiria culpa ao dizer não. 
 
Contudo, se alguém diz: “Posso pedir que você faça algo por mim?”, que irá levá-lo ao seu extremo e fazer com que se sinta estressado ou ressentido, muitas vezes você vai concordar, por hábito, obrigação ou simplesmente por culpa.

Com certeza, a pessoa provavelmente não colocou a questão dessa maneira, mas na verdade, é exatamente isso o que está sendo pedido.

Obviamente, existem muitas ocasiões em que não podemos dizer não, e muitas outras nas quais é do nosso interesse dizer sim ou simplesmente queremos dizer sim.

A chave é refletir bem e perguntar a si mesmo: “Levando tudo em conta – isto é, os sentimentos e necessidades da pessoa que faz o pedido, a necessidade de dizer sim e, mais importante de tudo, minha própria sanidade, é do meu interesse dizer sim, ou não há problemas em recusar?” Acho que você vai descobrir que, vendo as coisas sob esta perspectiva, existem provavelmente muitos casos em que é perfeitamente correto dizer não. 
Fonte: portaleducacao.com.br

Nenhum comentário:

Bottom Ad [Post Page]

| Design por Alex Johnny Prado - Adster