Full width home advertisement

Biologia

Saúde

Medicina

Post Page Advertisement [Top]

curiosidades

Fenômeno de Raynaud - Complicações Por Exposição ao Frio


"Se você tem fenômeno de Raynaud, suas mãos, e algumas vezes os pés, vão mudar de cor quando expostos ao frio"
 
Geralmente a primeira cor é branca, depois azul e por último vermelha, sendo que algumas pessoas podem não ter as três cores. A cor branca ocorre porque o fluxo sanguíneo se reduz; a azul devido à falta de oxigênio, e, por fim, a vermelha quando o sangue vermelho retorna ao esquentar a mão novamente. Essas mudanças na coloração podem vir associadas à dor ou sensação de formigamento. Este fenômeno pode ocorrer também em outras partes do corpo, como no nariz.

Os fatores que podem desencadear o fenômeno de Raynaud são a exposição ao frio, como lavar a louça na água fria, tirar uma comida do freezer, sair de casa em um dia frio, ou até mesmo algumas situações emocionalmente estressantes.

Quando estas mudanças de cor ocorrem sozinhas, nós chamamos de Raynaud primário, e isto ocorre em cerca de 15-20% das mulheres e 3-12,5% dos homens. A maioria destas pessoas não terão outros problemas além disso. Uma minoria, entretanto, apresenta o fenômeno de Raynaud junto com outras doenças do tecido conjuntivo, e então denominamos fenômeno de Raynaud secundário. A doença mais associada é a esclerose sistêmica (esclerodermia) e, menos comumente, o lúpus. Se você tem esclerodermia ou lúpus, em algum momento desenvolverá o fenômeno de Raynaud; se, por outro lado, você tem fenômeno de Raynaud,  isso não significa que desenvolverá lúpus ou esclerodermia.


O fenômeno de Raynaud também pode resultar da vibração de máquinas, como britadeiras, e pode ser um efeito colateral de medicamentos, como os beta-bloqueadores usados no controle da hipertensão e da insuficiência cardíaca.    

Quais os sintomas do Fenômeno de Raynaud?

O principal sintoma é a mudança na cor das mãos, mas isso pode vir associado também a dor e formigamentos. Os episódios costumam durar alguns minutos e o aquecimento da mão faz com que haja melhora. Em algumas pessoas os mesmos sintomas podem ser sentidos nos pés.

No fenômeno de Raynaud primário, pode ocorrer um desconforto importante, mas os dedos voltam ao normal após alguns minutos.

O fenômeno de Raynaud secundário pode ser grave e causar úlceras nas pontas dos dedos, podendo levar até à perda dos tecidos da ponta dos dedos. Entretanto, isso é muito raro, e não ocorre nos casos primários. 

Quem tem  Fenômeno de Raynaud?

O fenômeno de Raynaud é mais comum em mulheres jovens e meninas adolescentes. Os homens, as crianças e os idosos também podem ser afetados, principalmente quando se trata do fen6omeno de Raynaud secundário. 

Qual a Causa do Fenômeno de Raynaud?

Ainda não se sabe a causa exata da condição, mas sabemos que essas mudanças de cor ocorrem por uma falta temporária de sangue no local. O fluxo de sangue para as mãos é pés é controlado parcialmente por nervos conectados aos vasos sanguíneos, os quais podem reduzir o fluxo dependendo da situação, como por exemplo a exposição ao frio. Os portadores do fenômeno de Raynaud respondem de maneira exagerada às baixas temperaturas, e, assim, os vasos sanguíneos acabam fazendo um espasmo, que reduz o seu tamanho, bem como o tanto de sangue que consegue passar por eles. Algumas situações estressantes também podem fazer com que os nervos “desliguem” temporariamente o fluxo sanguíneo. 
 

O que eu Faço se Tiver Fenômeno de Raynaud?

​Se você tem fenômeno de Raynaud procure um reumatologista para se certificar de que não tem nenhuma doença reumática associada a ele. A maioria dos portadores terá a condição pro resto da vida, mas se a causa for uma medicação, se ela for removida o fenômeno pode ser “curado”. 

Como é Feito o Diagnóstico?


​​O seu médico reumatologista poderá fazer o diagnóstico com base nos seus sinais e sintomas. Alguns exames podem ser necessários para afastar alguma causa subjacente, e vai depender muito dos sintomas e do que o seu médico está procurando. Os principais exames são:
  • Exames de sangue como hemograma, para verificar o número de células vermelhas e brancas no sangue, e alguns anticorpos, como o FAN (fator antinuclear) podem ser úteis para investigar alguma doença associada.
  • Raio-x de costelas para pesquisar uma costela extra que possa estar localizada no pescoço e causar o fenômeno de Raynaud por pressionar os vasos sanguíneos que suprem os braços.
  • Capilaroscopia: é um exame que avalia com um microscópio os pequenos vasos sanguíneos próximos às unhas.

Qual o Tratamento?

Existem várias maneiras de aliviar os sintomas do fenômeno de Raynaud, e a maioria delas você pode fazer no seu dia-a-dia. Em alguns casos as medicações são necessárias, mas NUNCA use sem a orientação do médico.

Medicações
As medicações agem aumentando o fluxo sanguíneo, e existem várias opções disponíveis. Um dos exemplos são os bloqueadores dos canais de cálcio, como o nifedipino e o anlodipino. Como toda medicação, elas não agem somente no sintoma que desejamos mas também podem provocar efeitos colaterais, como vermelhidão no rosto, dor de cabeça, inchaço nas pernas e pressão baixa. O que o médico deve avaliar é se o benefício é maior do que o risco de efeito colateral. Existem outros medicamentos também, como os inibidores da enzima conversora da angiotensina, os bloqueadores do receptor da angiotensina e até mesmo o antidepressivo fluoxetina, e o inibidor da fosfodiesterase (sildenafil). Nos casos mais graves podem ser usadas medicações endovenosas (na veia) para ajudar a abrir os vasos sanguíneos. 

O que eu Posso Fazer para Ajudar?


Se você tem o fenômeno de Raynaud a coisa mais importante a se fazer é diminuir os riscos de um novo episódio, seja aquecendo as mãos ou usando as medicações se estas estiverem indicadas.

Aqueça as Mãos
É muito importante manter as mãos e o corpo aquecidos, usando roupas apropriadas durante os dias frios. As camadas de roupas aquecem melhor do que roupas muito grossas, e é útil utilizar luvas, meias e toucas. Antes de colocar as luvas, aqueça as suas mãos. Se você se expos ao frio, evita se aquecer muito rápido, pois isso pode fazer com que a crise dure mais tempo, principalmente se os dedos tiverem mudado de cor ou estejam doloridos.

Cuide das suas Mãos
Peles secas são mais suscetíveis a fissuras e feridas, e para ajudar com esse problema hidrate as suas mãos sempre após lavá-las.

Monitore as suas Crises
Se você anotar os horários e situações em que as suas crises acontecem, ficará mais fácil identificar e evitar os fatores precipitantes. Alguns fatores estressantes não podem ser evitados, mas, por exemplo, se você tiver uma crise na sessão de frios do supermercado, pense em levar alguém junto da próxima vez para ajudá-lo.

Exercícios
A prática regular de atividade física ajuda a melhorar a circulação, e se você estiver fora em um dia frio, manter-se ativo vai ajuda-lo a se manter aquecido.

Não fume
O cigarro danifica a sua circulação e piora ainda mais o fenômeno de Raynaud.

Dieta
Não existe uma dieta específica que tenha se mostrado capaz de ajudar no fenômeno de Raynaud, mas é muito importante para qualquer pessoa manter uma dieta saudável e balanceada. 

Quando eu Devo me Preocupar?

Em casos mais raros o fenômeno de Raynaud pode ser grave. Preste a atenção ao desenvolvimento de úlceras nos dedos das mãos ou dos pés, ou se a cor não voltar ao normal. Caso apresente um desses sintomas, procure o médico assim que possível. Fonte: https://www.reumatocare.com.br

Nenhum comentário:

Bottom Ad [Post Page]

| Design por Alex Johnny Prado - Adster