Full width home advertisement

Biologia

Medicina

Curiosidades

Post Page Advertisement [Top]

destaquemedicina

Dor No Peito - 7 Sintomas Que Você Nunca Deve Ignorar

"A maioria de nós sabe que uma dor aguda e penetrante no peito é uma emergência médica. Isso certamente é verdade, pois esse tipo de dor pode ser o sinal de um ataque cardíaco"
 
É por isso que é necessário ser examinado por um médico se você tiver esse sintoma, embora existam condições de saúde benignas, como a síndrome de captura precordial, que também se manifestam por meio de uma dor aguda no peito. Essa maior consciência sobre ataques cardíacos é vital, mas também é necessário saber sobre outros tipos de dor no peito que não devem ser desconsiderados. Por exemplo, a dor como uma queimação no peito e a dor que piora à medida que você inspira podem ser igualmente perigosas e cruciais. Neste artigo, mostraremos 7 tipos de desconforto no peito e a que condição cada tipo de dor está relacionado. 
 
1. Uma sensação de que você tem algo pesado no peito 
 
Alguns pacientes descrevem a dor no peito que sentem como um aperto, uma dor surda ou um peso, quase como se tivessem um peso sobre o peito. Assim como a dor aguda no peito, qualquer um desses sintomas pode indicar falta de fluxo sanguíneo para o coração, o que pode resultar em um ataque cardíaco ou em uma condição menos ameaçadora chamada angina. No caso de um ataque cardíaco, esse desconforto no peito muitas vezes pode ser acompanhado por outros sintomas, como: 
 
  • Tontura 
  • Incapacidade de exercitar-se 
  • Palpitações cardíacas 
  • Dor irradiando para a mandíbula ou braço esquerdo 
  • Falta de ar
 
2. Respiração curta inesperada, aperto no peito e palpitações cardíacas 
 
Outras condições de saúde às vezes podem imitar os sintomas de um ataque cardíaco. Por exemplo, um ataque de pânico pode ser repentino e extremamente desagradável, então as pessoas que o experimentam pela primeira vez podem confundi-lo com um ataque cardíaco. Como um ataque cardíaco, um ataque de pânico causa dor no peito, aperto no peito e palpitações cardíacas. 
 
No entanto, ao contrário de um ataque cardíaco, a causa desses sintomas é o estresse e a respiração curta. Um ataque de pânico geralmente se resolve em 20-30 minutos. Para aqueles que experimentam aperto no peito relacionado à ansiedade ou ataques de pânico, sessões de terapia e técnicas de relaxamento são ferramentas úteis. Para uma discussão mais aprofundada sobre ataques de pânico, leia nosso artigo.
 
3. Dor intensa ao inalar 
 
Se a dor e o aperto no peito parecerem piorar quando você respira fundo, isso pode indicar um problema pulmonar. Esse tipo de dor e desconforto está presente na pneumonia, antes de uma crise de asma, um coágulo sanguíneo nos pulmões ou em pacientes com pleurisia, uma inflamação no revestimento dos pulmões. 
 
Essa dor pode aparecer em um dos dois lados do tórax e pode se espalhar para o ombro. Muitos desses problemas pulmonares vêm com febre, mas nem todos, e você definitivamente precisará visitar seu médico e tomar medicamentos para se recuperar. 
 
4. Uma sensação de queimação no peito 
 
Uma sensação de queimação e aperto no peito pode indicar um problema digestivo, como refluxo ácido, úlceras estomacais ou mesmo ruptura do esôfago, que é o tubo que liga o estômago à garganta. Nem é preciso dizer que qualquer uma dessas condições requer atenção médica imediata e não vai desaparecer por conta própria. 
 
Para aliviar os sintomas, é uma boa ideia evitar refeições picantes e grandes na segunda metade do dia e dormir com a cabeça elevada ajuda a aliviar os sintomas do refluxo ácido.
 
5. Dor aguda quando você se deita de lado 
 
Se a dor que você está sentindo aparece quando você está descansando de lado ou ao respirar, também pode indicar uma condição chamada pericardite. Essa condição ocorre quando a membrana que contém o coração, chamada pericárdio, fica inflamada. 
 
Da mesma forma, esse sintoma pode estar relacionado à inflamação do músculo cardíaco chamada miocardite ou cardiomiopatia, que ocorre quando o músculo cardíaco fica fraco. Em qualquer caso, este sintoma não é brincadeira e requer atenção médica imediata. 
 
6. Dor que piora durante o repouso 
 
De acordo com Nicholas Leeper, um cardiologista da Stanford Vascular and Endovascular Care, dores no peito ou aperto que duram dias ou semanas também não são um bom sinal. Se sua dor piorar mesmo quando você estiver fazendo atividades menores ou em repouso, pode ser um sinal de um problema cardíaco subjacente. É difícil ser mais específico do que isso, mas saber disso é o suficiente para compreender que é preciso consultar um médico, pois a maioria dos problemas cardíacos é grave. 
 
7. Você sente dor quando pressiona o peito 
 
Se a dor aparecer quando você pressiona a pele com os dedos ou quando move a área, é indicativo de um problema musculoesquelético. Isso significa que seus músculos, articulações, nervos, ossos ou tecidos conjuntivos podem ser afetados. Se um médico suspeitar que você rompeu um músculo ou fraturou uma costela, ele perguntará se você se esforçou demais durante os exercícios, se machucou ao fazer as tarefas domésticas e assim por diante. Eles também farão você mover a área afetada e depois descansar. Se descansar ajuda a aliviar a dor, este é outro sinal de que você está lidando com um problema musculoesquelético. Dependendo do problema específico, você pode precisar de repouso, fisioterapia e medicamentos. 
 
Conclusão: lembre-se de que a dor e o desconforto no peito são um sintoma sério que requer atenção médica imediata. Se você sentir qualquer tipo de dor no peito, tente descrever ao seu médico como é e quais atividades ou posturas a tornam pior. Isso pode dar a seu médico uma pista sobre quais órgãos podem ser afetados e ajudá-lo a diagnosticar e tratar seu problema de saúde com muito mais rapidez. Fonte: https://www.tudoporemail.com.br

Nenhum comentário:

Bottom Ad [Post Page]

| Design por Alex Johnny Prado - Adster