Full width home advertisement

Curiosidades

Saúde

Medicina

Post Page Advertisement [Top]

medicina

Hérnia de Disco - Tudo que você precisa saber!

"A hérnia de disco é uma condição relativamente bem conhecida. Mas afinal, o quanto você já sabe sobre ela?"

Também conhecida como protusão discal, a hérnia de disco é identificada quando um disco intervertebral da coluna deixa sua posição inicial e começa a comprimir raízes nervosas. Tais raízes, por sua vez, manifestam-se a partir da coluna espinhal e são ramificadas partindo da medula espinhal.

A hérnia de disco costuma se manifestar em duas regiões: na coluna cervical e na lombar. E a razão é bem compreensível, visto que tais áreas, além de estarem muito mais expostas à movimentação do dia a dia, também são as que suportam as maiores cargas.

Principais sintomas de hérnia de disco

Algumas pessoas podem desenvolver hérnia de disco e nem se quer notarem os sintomas. Por outro lado, há quem note quase que instantaneamente quando algo está errado, de tão fortes que essas dores podem ser. Entre os principais sintomas de hérnia de disco destacamos:
  • Dores nas pernas ou braços (dependendo da raiz nervosa acometida );
  • Dores torácicas, cervicais ou na região lombar;
  • Sensação constante de fadiga e fraqueza;
  • Câimbras nas pernas, braços ou sensação constante de formigamento.
  • Disfunções viscerais (dependendo da área em que a hérnia se encontra);
Casos mais graves podem levar ainda a alterações na urina ou nas fezes do paciente.

Possíveis causas para a condição


Como já vimos, a hérnia de disco ocorre quando os discos intervertebrais (que visam evitar atritos entre as vértebras) são desgastados ou rompidos. 

A principal causa para a condição é o uso excessivo e repetitivo de tais discos. Sendo assim, quando o indivíduo pratica atividades com peso excessivo (como a musculação mal orientada, por exemplo) ou outras demandas que exijam grande esforço físico, há uma chance de que ocorra esse rompimento.

Genética, desgaste por idade e forçar frequentemente os músculos das costas a levantar mais peso do que aguentam são as principais causas que podem levar ao desencadeamento de uma hérnia de disco. Acidentes e sedentarismo, mesmo que sejam causas menos comuns, também podem levar ao desenvolvimento da condição. 

Uma postura incorreta no ambiente de trabalho, nos afazeres de casa, na prática de esportes, ou até mesmo ao andar, são fatores que podem desenvolver hérnias discais.

Há tratamento para hérnia de disco?


O diagnóstico da hérnia de disco ocorre por meio de ressonâncias magnéticas, tomografias ou raio-X da coluna. Para identificar qual é a raiz do nervo afetada, o exame de eletromiografia também pode ser solicitado.

O tratamento, por sua vez, varia de acordo com a causa do desencadeamento da condição. Na grande maioria dos casos (algo como 80% deles), apenas o tratamento inicial já é o suficiente para se livrar da hérnia de disco. Ele consiste em repouso total (de em média 6 semanas) com fisioterapia e ingestão de medicamentos analgésicos. 

Nos poucos casos em que um tratamento avançado é necessário, ele pode consistir na necessidade de realização de radiofrequências pulsadas, injeções de esteroides para alívio da dor ou até mesmo procedimentos cirúrgicos. 

A osteopatia é uma ferramenta que pode ajudar a identificar quais são as possíveis causas que estão levando o desenvolvimento da hérnia de disco. O tratamento com a posturologia auxilia nestes casos, uma vez que ele identifica quais captores posturais estão desregulados, levando à postura incorreta do paciente. Quando são identificados quais captores estão desregulados, são aplicados exercícios reguladores específicos e algumas vezes o uso de palmilhas se torna fundamental para a eficácia do tratamento.  Fonte: osteopatiasp.com.br

Nenhum comentário:

Bottom Ad [Post Page]

| Design por Alex Johnny Prado - Adster